A importância da boa gestão em condomínios

A importância da boa gestão em condomínios

O dia a dia do condomínio funciona como o de uma empresa, afinal de contas trata-se de um lugar onde a administração é voltada para os moradores. Então para que essa “empresa” funcione perfeitamente, deve existir uma gestão por trás dela. Se você ainda não conhece a importância da gestão de condomínio para o seu imóvel, a gente te mostra um pouquinho o porquê dela ser tão essencial.

Conflitos podem acontecer, sejam eles entre, moradores e o condomínio ou condomínio e os seus fornecedores. Nessas situações é parte do trabalho de uma boa gestão saber lidar com problemas relacionados a conhecimento jurídico, para que os problemas sejam resolvidos da melhor maneira possível.

Os diferentes meios de comunicação são aliados, e uma boa administração saberá reconhecer isso. Então o bom atendimento parte da utilização de diferente meios, como a internet. Por ela podem ser emitidos boletos de taxas, envio de comunicados, bem como poder acompanhar as atualizações financeiras do condomínio. Deverá ter também um atendimento telefônico, e até o uso do whatsapp pode auxiliar na comunicação entre síndicos, condôminos e zeladores (listas de transmissão) e avisos escritos que informem aos moradores acontecimentos do prédio e/ou datas importantes.

Esses serviços especializados são fundamentais para gerar uma confiança entre moradores e administradoras.

Uma boa gestão terá impacto financeiro, pois não irá se limitar apenas a questões de administração mas também a uma boa relação com todos os condôminos, o que gera pagamentos em dia e menores riscos de inadimplência. Um bom gestor estudará formas de reduzir o consumo de energia e de água de uma maneira realmente eficaz. O que também resultará em economia. Ter um contador também é de extrema importância, pois apenas ele saberá fazer um bom planejamento tributário e financeiro, sabendo exatamente quais impostos devem ser pagos e garantindo o equilíbrio das finanças.

Uma boa administradora tem diferenciais, e você tem que ficar atento aos principais. Eles se destacam por ter por exemplo, um tempo de mercado, Atendimento personalizado; Estabilidade financeira; Ser associada da AABIC (Associação das Administradoras de Imóveis e Condomínios de São Paulo) e do SECOVI (Sindicato da Habitação);Certificação ISO 9.001: Sistema de Gestão de Qualidade; Certificação PROAD: Programa de Autorregulamentação da Administradora de Condomínios.

Diante disso, analise o contrato verifique a reputação da administradora e sua experiência no mercado. Uma boa gestão de condomínios depende da aplicação de conhecimentos e melhorias constantes. Lembre-se a administradora é seu braço direito.

Terceira etapa do eSocial para condomínios só no ano que vem

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário