Dicas para diminuir as despesas do condomínio

Dicas para diminuir as despesas do condomínio

Existem algumas dicas que todo síndico deve saber para diminuir as despesas do condomínio, aumentando as receitas e investimentos em melhorias, ou então resultando na diminuição das taxas condominiais.

Levando em conta a economia do país, diminuir as despesas do condomínio sem sacrifícios é algo tentador. Todo síndico deve saber como deixar as contas do condomínio em dia, diminuindo as despesas e incentivando a colaboração de todos.

Negocie e reveja contratos

Analise todos os contratos, reveja os fornecedores, empresas terceirizadas, manutenção dos elevadores e portões. Tenha as informações necessárias em mãos de forma organizada.

Pequenas alterações podem reduzir os valores dos contratos e gerar economia para o condomínio.

Economize energia

Pode parecer que os gastos serão maiores, mas pense em trocar as lâmpadas comuns por outras de LED. O valor que você investirá na troca retorna em até 4 meses!

A instalação de sensores de presença para acendimento automático das luzes também reduz o gasto e o tempo que elas permanecem acesas.

Outra medida que diminui o gasto de energia é a instalação de sistemas de chamada inteligente dos elevadores que chama apenas o mais próximo. Essa medida economiza aproximadamente 40%.

Reduza pessoal

Não, não estamos falando apenas em demissões.

síndico pode realizar a redução de horas, utilizando uma escala racional de serviço, com o mínimo de horas extras necessárias e sem acúmulo de funções.

Já parou para pensar na economia ao contratar e priorizar os funcionários que morem nas proximidades do condomínio? Isso pode reduzir gastos com condução e otimiza o tempo do funcionário no trabalho.

Economize água

Instalar hidrômetros individuais incentiva a economia de água do prédio e pode representar uma economia significativa.

Isso porque os moradores passam a pensar em como a economia de água pode reduzir os gastos nos boletos de pagamento no fim do mês.

Realize manutenção

Todo condomínio deve ter uma agenda de obrigações a cumprir. Entre elas está a programação de manutenções e obras no prédio.

Programe a verificação em bombas d’água, para-raios, vazamentos e impermeabilizações, entre muitas outras. Esses pequenos reparos fazem com que seja possível evitar obras de grande porte.

Combata a inadimplência

Inadimplentes podem se tornar crônicos quando deixam de pagar três ou mais contas. E se mais de um condômino deixar de pagar as contas esse pode se tornar um grande problema.

Mantenha uma relação saudável com os moradores e evite comprometer o relacionamento.

Conscientizar o pagamento em dia é sempre a melhor alternativa. Caso isso não ocorra, procure o inadimplente e ofereça um acordo.

O segredo está na gestão participativa

Estimule a participação dos moradores em assembleias pedindo opiniões, ideias e alternativas inteligentes para melhorar a gestão do orçamento do seu condomínio.

Sempre existem moradores dispostos a colaborar com o bom desenvolvimento do local onde moram.

Conversar é sempre um ótimo caminho para absorver ideias e possíveis maneiras de reduzir gastos e, consequentemente, as taxas do condomínio.

 

Fonte: Condo Brasil

Cinco dicas práticas para economizar na conta de luz do seu condomínio
Descubra agora 7 vantagens de morar em um condomínio fechado
5 falhas de segurança: Síndicos e moradores devem estar atentos
Prestação de contas do condomínio: fique por dentro!
Dicas para fazer uma mudança organizada
Obras em condomínio: como dividir os custos?

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário