O síndico pode ser responsabilizado em caso de furto no condomínio?

O síndico pode ser responsabilizado em caso de furto no condomínio?

O furto no condomínio é um problema antigo, e com a “onda” de arrastões em prédios em algumas regiões do Brasil, aumentou a procura por soluções de segurança para condomínios residenciais. Câmeras, alarmes e até mesmo a contratação de seguranças, podem coibir esses tipos de ações. Confira quais cuidados o síndico deve tomar!

Responsabilidades do Síndico

Este é um assunto bem delicado e que gera muita polêmica. No entendimento de alguns juízes, não há responsabilidade da administração quando ocorre o furto no condomínio, pois a guarda do objeto não foi transferida para o mesmo.

Porém, se for constatado que o furto no condomínio ou roubo, ocorreu devido ao não cumprimento das normas de segurança estabelecidas em convenção, o síndico pode responder criminalmente.

Deveres legais do síndico

O síndico profissional, embora seja uma pessoa contratada, segundo a Lei Nº10.406 no Artigo 1.347, está sujeito a todos os deveres do síndico morador. O trabalho deste profissional é fiscalizar e fazer cumprir a convenção, o regimento interno e o que foi determinado em assembleia.

Medidas de segurança para evitar o furto no condomínio

Questões relacionadas à segurança devem sempre estar na pauta das assembleias. Quando um morador sofre um furto no condomínio, demonstra que existem falhas críticas na segurança e deixa todos os moradores preocupados. Existem alguns cuidados essenciais para manter a segurança do condomínio que podem ser tomados para prevenir ou eliminar os problemas com furtos.

Tipos de serviços que devem ser implantados

Atualmente existe uma infinidade de opções de serviços de segurança. Escolher a empresa certa para cuidar da segurança do condomínio, não é uma tarefa simples. Durante a pesquisa, você deve considerar:

– reputação da empresa: qualidade dos serviços prestados e como ela lida com a resolução de problemas, que aliás pode ser verificado no site Reclame Aqui;

– serviços que serão prestados: é importante avaliar quais serviços cada empresa está oferecendo, para assim encontrar a que oferece soluções com melhor custo-benefício;

– formas de pagamento: as facilidades que a empresa oferece para o pagamento dos serviços, também são um diferencial para o responsável pela gestão condominial.

Contratar empresas especializadas em determinados segmentos, garante mais autonomia para o síndico e conforto para os moradores. Apresentamos algumas soluções que podem ser adotadas para reforçar a segurança condominial.

Portaria Remota

A portaria remota ou portaria virtual, é um serviço de gerenciamento e segurança à distância. Todos os ambientes são monitorados por câmeras 24 horas e uma equipe fica responsável por controlar o fluxo de entrada e saída do condomínio em uma central de atendimento remota.

O sistema também oferece maior comodidade para acesso ao condomínio via dispositivos tecnológicos de última geração, assim os moradores não precisam se preocupar em ficar procurando as chaves quando retornam de noite para o apartamento.

Câmeras Internas

Mesmos os condomínios que não dispõem de uma equipe de segurança terceirizada, devem investir em câmeras e outras equipamentos modernos para coibir o furto no condomínio.

A instalação deve ser feita em pontos estratégicos, em locais externos e internos. É possível encontrar no mercado câmeras equipadas com:

-visão noturna;

-microfones;

-wi-fi integrado;

-acesso remoto, assim os moradores também podem acompanhar o que está acontecendo e de qualquer lugar;

-a prova d’água;

Estas são as principais medidas que podem ser adotadas para garantir a segurança e o conforto dos moradores.

Conscientização dos moradores

São muitos os procedimentos que devem ser adotados para manter a segurança do condomínio, porém é preciso que os moradores também tenham cuidado com os seus pertences.

Se objetos como bicicletas são guardados na garagem, é preciso utilizar cadeados de boa qualidade. Ao sair do carro, verificar se as portas e janelas estão fechadas. Adotando estas medidas e com a contribuição de todos, não haverá furto no condomínio.

 

Fonte: Kiper

Regras de uso do salão de festas do condomínio
Diferença entre cerâmica e porcelanato
Retomada do petróleo anima mercado imobiliário corporativo do Rio
O que é importante na escolha de um imóvel?
Auditoria em condomínio: entenda como fazer e evite fraudes
Contador para condomínio: obrigatório ou opcional? Entenda!

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário