Dicas para economizar em obras

Dicas para economizar em obras

Quando resolvemos fazer alguma obra ou reforma, já começamos a ficar preocupados, pois imprevistos costumam surgir, aumentando os prazos e os custos da mesma, não é verdade?! Por isso, resolvemos trazer, no post de hoje, dicas de como economizar em obras. Continue lendo e confira!

Extremamente necessário é ter muito planejamento e atenção, para que a construção seja bem-sucedida, evitando desperdícios e dores de cabeça. Para conseguir executar bem uma obra, economizando tempo e dinheiro, é preciso observar alguns fatores, que explicaremos a seguir:

 

1. Planejamento

Não poderíamos começar diferente!  Antes de iniciar o quebra-quebra, certos fatores precisam ser ponderados e planejados adequada e detalhadamente. É essencial definir o tamanho da obra, a previsão de sua duração, incluindo um cronograma básico de cada etapa, e o orçamento previsto, incluindo os materiais e gastos com a mão de obra, além de um valor extra, para imprevistos que podem ocorrer.

 

2. Profissionais

Os profissionais contratados fazem, absolutamente, toda a diferença nos resultados da obra. É preciso analisar bastante, escolhendo corretamente os fornecedores e a mão de obra. Lembre-se que, muitas vezes, o barato sai caro, então, evite estresses e escolha colaboradores com boas referências – de amigos, vizinhos, familiares…

Dependendo do porte da reforma, poderá ser necessário contratar uma empresa especializada, e esse investimento significa, na maioria das vezes, economia de tempo e dinheiro, no final das contas, além de te poupar de ter que gerir tudo sozinho (a), em todos os seus mínimos detalhes.

 

3. Orçamento

Já mencionado no Planejamento, o orçamento é uma das partes mais importantes de qualquer obra. Ele deve ser estudado, pensando no valor total disponível, no desejado, sabendo, bem claramente, quanto você quer e quanto, afinal, pode gastar.

Isso influenciará na escolha do que mudar, dos materiais empregados, e, de forma geral, em tudo. Isso não significa, de forma nenhuma, que você tenha que abrir mão da beleza e, muito menos, da qualidade. Atualmente, há opções diversas no mercado, para todos os bolsos, e com a qualidade garantida. Boas escolhas são essenciais, mas é preciso pesquisar bastante.

 

4. Longo prazo

Sempre que uma obra está sendo planejada e, posteriormente, executada, é interessante pensar à longo prazo. Por isso, nada de escolher materiais baratos demais ou de qualidade duvidosa, o que só trará mais gastos futuros, com consertos e reparos.

Além disso, alguns equipamentos e sistemas específicos, apesar de necessitarem de um investimento inicial, garantem economia e práticas sustentáveis no futuro, como as placas de armazenamento de energia solar, sistemas de reaproveitamento de água da chuva, e as já populares lâmpadas de LED.

 

Esperamos que, levantando esses aspectos tão importantes na organização de qualquer obra, tenhamos conseguido te ajudar a refletir e, então, planejar melhor a reforma de sua casa ou escritório, nos mais variados tópicos e detalhes que a influenciam.  

Como usar espelhos para valorizar o ambiente
O barato sai caro: 14 pontos em que não se deve economizar na reforma
Fitas de LED realçam a decoração interna e o bolso agradece
8 cuidados com as instalações a gás durante a reforma
3 dicas para economizar água na hora de lavar a louça
Dúvidas na hora de alugar um imóvel

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário