Veja dicas de como usar móveis com as hairpin legs na decoração

Veja dicas de como usar móveis com as hairpin legs na decoração

Se você sempre gostou do estilo retrô na decoração, mas não quer cair no óbvio de adotar móveis com pés palito para a sua casa, uma alternativa são os pés “grampos de cabelo”, na realidade conhecidos como hairpin legs.

Eles surgiram em 1941, nos Estados Unidos, criados pelo designer Henry P. Glass e têm a mesma estética inspirada nos anos 50, mas com aquele ar de tendência que os pés palito já deixaram para trás.

Se você sempre gostou do estilo retrô na decoração, mas não quer cair no óbvio de adotar móveis com pés palito para a sua casa, uma alternativa são os pés “grampos de cabelo”, na realidade conhecidos como hairpin legs.

De acordo com o arquiteto João Augusto Borges, por sua leveza característica, a mobília que traz hairpin legs é muito associada à decoração industrial, mas é fácil fazer com que ela ganhe novas formas: “por sua beleza estar relacionada à delicadeza das peças, este tipo de mobiliário se torna extremamente versátil, podendo ser utilizado em projetos contemporâneos bem como em um contexto mais sóbrio”, explica.

O melhor é que sua versatilidade não está só no estilo onde as hairpin legs serão incorporadas, mas nas peças. Sandra Pini, que também é arquiteta, conta que elas podem ser usadas em sofás, mesas, cadeiras, aparadores e buffets e são grandes aliadas de quem busca funcionalidade de espaço: “como são peças suspensas elas privilegiam a circulação, são ideais para ambientes pequenos porque são leves visualmente e porque são basicamente feitos por no máximo 2 materiais, na maioria das vezes, madeira e aço”, explica.

A arquiteta ainda diz que as hairpin legs podem ser uma dica valiosa para quem está cansado da decoração da casa, mas não quer gastar muito: “são uma solução bacana para quem quer repaginar algum móvel antigo de casa, porque basta trocar os pés existentes e fixar as hairpin legs que são vendidas avulsas”, detalha Sandra, que completa contando que o intuito do designer Henry P. Glass era realmente possibilitar qualquer um de fazer seus próprios móveis.

E se você vai encarar essa tarefa, não há tanto com o que se preocupar, as hairpin legs ficam bem com praticamente qualquer material. Apesar de serem mais utilizadas com madeira hoje em dia, são indicadas com aço, mármore, couro e, para João Augusto Borges, ficam especialmente harmoniosas com materiais translúcidos e transparentes “como o vidro por exemplo. Este tipo de material valoriza ainda mais o design das hairpin legs”, exemplifica ele.

Quanto à combinação dos pés de ferro com o piso, João conta que na verdade eles são bem recebidos em basicamente todos os tipos de piso, pois têm um design simplificado que raramente diverge com o chão, independente de seu acabamento.

Pronto! Depois de todas essas dicas, você já está pronto para adotar as hairpin legs na decor sem medo. É só começar a pensar em qual móvel merece ser repaginado!

 

Fonte: Revista Zap

MICOS DA DECORAÇÃO – PODE USAR? DEPENDE
10 MOTIVOS PARA TER MAIS PLANTAS EM CASA
7 SEGREDOS PARA TER UM QUARTO ANTIESTRESSE
Veja o que não se deve fazer na hora de decorar a casa
7 pequenas mudanças no quarto que vão tornar o seu dia mais feliz
Como montar a sala de estar perfeita

Nenhum Comentário

Deixe um Comentário